20 de jan de 2015


O maior de todos os tempos


Depois de muito tempo ocioso, embora continue no mesmo estado, estou voltando apenas para proveito próprio, sem nenhuma intenção de provocar, divertir, informar, aborrecer... apenas um deleite com um pouco de café.

João Gilberto - Chega De Saudade (Álbum Completo 1959) [Full Album]

10 de set de 2010

blog do xexéo

DE OLHO NA TV
Eleições 2010: O passado condena

Gabeira: sem medo de metralhadora/ Foto de Felipe Hanower

O programa de ontem do candidato a governador pelo PV, Fernando Gabeira, foi sobre segurança. “Metralhadoras nunca impediram meus passos”, disse outro dia o candidato, lembrando seus tempos de rebeldia contra a ditadura e, ao mesmo tempo, suas atuais incursões pelos morros cariocas dominados pelo tráfico. Gabeira falou de milícia e, mais uma vez, denunciou a convivência do governador Sergio Cabral com uma turma da pesada. Em vídeo, foi mostrado o governador, num palanque, ao lado do ex-vereador Jerominho e do ex-deputado Natalino Guimarães, ambos condenados por formação de quadrilha e outros crimes. “Meu amigo vereador Jerominho e nosso querido deputado Natalino, dois parlamentares que dedicam a sua vida a melhorar a Zona Oeste”. Ficou o recado: dize-me com quem andas...

* * *

No Paraná, tem um candidato a deputado, Willy Tagudir, que tenta ser poético no horário eleitoral. “Sonhar mais um sonho impossível”, diz ele. E continua: “Lutar quando é fácil ceder. Vencer o inimigo invencível. Negar quando a regra é vender.” E termina assim: “Essa é a nossa lei e essa é mais uma eleição.”. Tá tudo muito bem, tá muito bom, mas... o nobre candidato está pagando direitos autorais para o Chico Buarque?

* * *

Tem a professora Fátima da Hidro, o Fernando Paulada, o Jorginho da Van, o Jorge Mariola, o Waltinho da Coruja, o Xoquito, o Gouveia Gogó do Povo, a Maria Chupetinha... peralá, Maria Chupetinha? Vocês não querem que eu vote.

* * *

Esta semana, Jandira Feghali deixou claro que não vai voltar à Secretaria Municipal de Cultura. “Para defender uma política para pessoas com deficiência, quero ser deputada federal novamente”, disse ela. Virou um compromisso.

* * *

Renato Cinco, do PSOL, usa seu espaço para fazer uma pergunta intrigante: “Você ainda não conhece os usos medicinais da maconha?”

* * *

Em São Paulo, Paulo Maluf pede a adesão do espectador a sua campanha “para, juntos, vencermos a guerra contra o crime”. Não provoca, Maluf. Não provoca.

* * *

No mais, é como diz o candidato Nonato Cabeleireiro, do PV, que quer “regulamentar o profissional de beleza, jogo do bicho, prostíbulo”. Vem cá, o PV quer regulamentar o jogo do bicho?

veríssimo

Crimes e livros

"They lied, thousands died". Tradução sem rima: eles mentiram, milhares morreram. As mentiras foram as de Bush e dos neoconservadores que usaram a ameaça fictícia das armas de destruição em massa do Saddam Hussein e sua suposta responsabilidade no ataque ao World Trade Center para justificar a invasão do Iraque. Resultado, depois da mais longa guerra da história dos Estados Unidos, que chega ao fim: quase 5000 soldados americanos e mais de 100 mil iraquianos mortos — não computadas as vítimas dos últimos atentados a bomba no país, que ainda está longe da paz. E sem contar os corpos mutilados e as mentes destruídas de sobreviventes.

Na Inglaterra alguns encontraram uma maneira não violenta de protestar contra o livro em que o ex-primeiro-ministro Tony Blair, entre outras coisas, defende sua decisão de apoiar o ataque dos Estados Unidos e também mandar tropas para o Iraque. Estão pegando exemplares do livro do Blair e levando para a seção de livros de crime nas livrarias. Mas nem Blair, nem Bush nem os neocons se arriscam a enfrentar uma condenação maior do que esta pelo que fizeram.

Poções

Quem teme pelo futuro do livro e lamenta a falta de leitores no Brasil deveria dar um jeito de conhecer a Feira Pan-Amazônica do Livro, em Belém do Pará. Garanto que sairia com as esperanças recauchutadas e nova fé no brasileiro. A Feira, que estava na sua décima quarta edição quando a visitamos com o Zuenir e a Mary , há dias, não para de crescer e já é uma das principais no continente.

Claro que só uma pequena parte daquela multidão estava lá para comprar livros, mas o livro e seus entornos eram a principal atração do evento e a maior parte da multidão era de jovens leitores em potencial. No famoso mercado Ver-o-Peso, de Belém, vendem poções para fazer crescer cabelo em careca enquanto levantam seu libido e curam sua lerdeza, mas aposto que nenhum líquido engarrafado entusiasmaria mais do que a visão da garotada enchendo todos os espaços da enorme feira, levada pelo livro.

Como le gusta

Na parte externa da Feira, que ocupa uma grande estrutura remodelada que foi hangar dos aviões "Catalina" durante a Segunda Guerra Mundial, havia shows todas as noites, e não era pouca coisa. Gilberto Gil cantando só xote, xaxado e baião, Lenine, "Funk como le gusta", Emilio Santiago.

E por que ninguém tinha me dito que a Luíza Possi não é só filha da Zizi e um rosto bonito, mas uma belíssima cantora e música, com uma presença em cena, de gente grande? Foi outra poção entusiasmante.